Arquivo de outubro \24\UTC 2013

O tempo da música

time

O tempo da música é diferente
Do nosso tempo
E vicia.

O tempo da música pode te animar
Como também pode te paralisar, te escandalizar
Te imergir num transe ruim.

O tempo da música sente fome, vive só, acredita em pouco.
Este é
O tempo da música.

O tempo da música é assalariado
Pega metrô
Linha Vermelha
Sonha com arte
Mas vive no cinza.

O tempo da música
Te enlaça
Te entrelaça
Te entreabraça
Entra e compõe.

O tempo da música é infinito
Maior que o próprio infinito!
Finito, porém,
E se acabou!

, , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Paixão apressada paulistana

Protesto parando a Paulista,
Pulo apertado
Pelas pirâmides de pedra de São Paulo.
Apresso o passo
Desço ao paço
Pisando em paçoca
Cheirando a pizza
Com a pachorra dos que pedem
Por um passeio ao Pantanal
Em pleno Paraná.
E pesco o peixe plural
Pirarucu pirocudo
Preso nesse aquário
Pregado em peças do presente e do passado.
Parado, porém, nunca estarei.
Passam-se as horas, me espere,
Estou mais perto.
Preciso partir, pra ontem!
Pra chegar e te presentear
Com minha apressada paixão paulistana.

pedra

, , , , , , , , ,

Deixe um comentário