Arquivo de junho \08\UTC 2013

Ascendente em Peixes

peixes

nasci num momento de não-existência
ou seja, do não-corpo-físico sou feito
basicamente, eu sou um fluido
desentupidor de pia dos dramas alheios.

eu vejo o que o copo de uísque me faz ver.
ou o baseado.

vivo num sonho constante,
mundo irreal onde a fantasia impera sobre
os sentidos práticos.

talvez eu devesse me mudar, me transfigurar em alguma coisa,
me perder no oceano-sereia que é o Universo.

eu escolho o céu de onde vivo
eu cato as estrelas
se não com as mãos
mas sim com os olhos

quem sabe ao fim eu não me torne
um bicho ou uma bicha.

não tenho medo do irreal
o meu medo é existir!

meu corpo em Sampa, no Rio
a mente na África, na Europa, Eurásia!
por onde andará meu corpo?
pergunta, perturbada, minha mente.

e a personalidade
aquele véu que, a deslizar pelo rosto cheio de lágrimas,
mantém em segredo
o desejo maior do meu coração.

meus olhos bruxos em vocẽ
minha alma bruxa em você

eu estou vendo bolinhas explodindo!
eu estou vendo estrelas cadentes!
eu estou vendo um cara no sofá..
com sua gata dinorá!

, , , , , ,

Deixe um comentário