Caboclo da paz

Caboclo Marajoara

Sou caboclo da paz

Eu sou das flechas do sentimento

Mas quero cavalgar pela minha floresta

 

Sou caboclo da paz

Vestido de branco

Sou caboclo da paz

Principalmente quando dos tambores

Filho me torno.

 

É quando ecoa o batuque

Batuque de consciência

Que o espelho me chama e grita

És caboclo!

 

Sou caboclo da paz

Eu respondo ao espelho bravio

Perceba minha ternura

E agressividade ao mesmo tempo

 

Sou caboclo da paz

Mas se precisar

Lanço mão em meu facão

Abro caminho, curo, reacendo

Ceifo a vida do que for.

 

Sou caboclo da paz

Caboclo meio índio-mulato-amarelo-branco

O preto, o branco e o amarelo

Deveriam ser, por partes iguais,

As cores da nossa bandeira

 

Com o círculo central a me desenhar

No mix de todas as cores

Minha forma mulata mestiça

E que meus braços alcancem

A todos os lugares,

Ou talvez minha língua me leve

Até onde precisam saber de mim

 

Sou caboclo da paz

Em mim, estamos todos nós.

E eu

Fértil que sou

Estou na Terra.

Anúncios

, , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: